Área do cabeçalho
gov.br

Este sítio foi reprojetado para melhor atendê-lo. Acesse já pelo celular e veja mais essa novidade

Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Curso de Psicologia – Sobral

Área do conteúdo

Memorial

HISTÓRIA

 

O curso de Psicologia na Universidade Federal do Ceará – campus Sobral iniciou suas atividades no dia 11 de setembro de 2006, em um espaço cedido pelo Centro de Ciências da Saúde – CCS – pertencente a Universidade Estadual Vale do Acaraú. A primeira turma iniciou com 40 alunos aprovados no vestibular de 2006.2, sob a diligência do Reitor pro tempore Prof. Luís Carlos Uchoa Saunders. A coordenação do curso, sob a regência das professoras Gislene Macêdo e Luciane Alves,  funcionava no mesmo prédio, dividindo uma sala com a coordenação do curso de Odontologia.

Desde sua inauguração, o curso tem recebido uma turma de estudantes por ano. Atualmente, a entrada dos 50 selecionados no ENEM ocorre no início de cada ano letivo. Devido essa demanda, ao longo dos anos, o curso teve instalações em vários prédios na cidade de Sobral, e até o presente momento espera pelo término da construção do bloco didático no campus Mucambinho, iniciada em 2015, o qual será o espaço definitivo do curso. Dentre os espaços utilizados pelo curso no decorrer de suas atividades, destacam-se: o prédio do antigo SENAC, o antigo Fórum, salas localizadas nos blocos didáticos e da Odontologia no Campus do Mucambinho e o Centro de Educação à Distância (CED) onde se encontra, nessa ocasião, sediada a secretaria/coordenação do curso.

Ainda em relação aos espaços, o curso conta, desde 2012, com o Serviço de Psicologia Aplicada – SPA. Neste ocorrem, principalmente, atividades ligadas às práticas profissionais do curso de psicologia, concentrando estágios vinculados às duas ênfases – Processos psicossociais e construção da realidade, Processos clínicos e atenção à saúde  – bem como ações de várias extensões e projetos voltados ao atendimento à comunidade.

O curso de Psicologia da UFC/Sobral tem consolidado, através dos seus 12 anos de existência, sua forte veia extensionista. Atualmente, o curso conta com aproximadamente 20 projetos de extensões, beneficiando pessoas em diversas esferas da comunidade acadêmica e, principalmente, não acadêmica de vários municípios da região Norte do Ceará.

Destaca-se, ainda, a potência do curso na área da pesquisa. Apesar de composto por uma maioria de jovens docentes, o curso possui 1 Programa de Educação Tutorial com 12 bolsistas, com algumas pesquisas cadastradas e várias articulações de nível nacional e internacional. Além disso, o curso conta com 19 professores efetivos – 18 doutores e 01 mestre – 01 secretário, 01 recepcionista e 01 funcionária de serviços gerais. Esses dados, longe de alcançar o sentido das ações de formação e atuação do curso de Psicologia da UFC/Sobral, são apenas uma pequena mostra de uma história que entrelaça, transforma e contribui para a vida de incontáveis pessoas.

 

MOVIMENTOS ESTUDANTIS

 

Desde a consolidação do curso de Psicologia na Universidade Federal do Ceará, campus Sobral, em 2006, desafios são encontrados quanto à sua alocação. Apesar de o curso ser considerado um excelente meio de produção científica, desenvolvendo projetos nas áreas de Ensino, Pesquisa e Extensão, a ausência de um espaço fixo e adequado para a plena realização das atividades acadêmicas ainda se configura como uma dificuldade que acompanha o curso até o presente momento. Em 2014, houve a criação do Centro Acadêmico Damião Ximenes (CADXL)  que, sendo instância acadêmico-política da organização discente, tem reunido estudantes e se mostrado como um braço na luta por melhorias na estrutura do curso. Os(As) discentes do curso de Psicologia da UFC/Sobral, quer diretamente associados ao CADXL, quer não, ao longo dos anos,  tem sido parte fundamental de episódios que visavam a conquista e garantia de melhorias na estruturação do curso.

Em 2011, foi deflagrada a primeira greve, na qual os estudantes reivindicavam a entrega do Serviço de Psicologia Aplicada – SPA, visto que esse momento é imprescindível para se pôr em prática o aprendizado adquirido a partir da teoria explanada em sala de aula. Nesse ano, se formaria a primeira turma sem esta ter tido a experiência de estágio em uma clínica-escola própria da instituição, fazendo com que essa prática fosse realizada em duas salas cedidas pelo então Instituto Superior de Teologia Aplicada – INTA. Além disso, constava na pauta melhorias quanto à estrutura do prédio na qual o curso estava instalado, além de laboratórios e professores que atendessem a crescente demanda.

É importante ressaltar que antes da consolidação da greve, outras manifestações foram realizadas com o intuito de obter resoluções para as problemáticas elencadas, a exemplo de uma passeata pelas ruas de Sobral seguida de um diálogo com os responsáveis, a fim de haver uma devolutiva sobre as demandas.  Entretanto, como não houve êxito por meio dessas ações, foi tida como necessária a paralisação das atividades por tempo indeterminado, com o intuito de se obter um retorno. No dia 13 de abril de 2012 ocorreu a inauguração oficial do espaço solicitado, sendo este já usufruído para fins acadêmicos desde fevereiro do mesmo ano.

No dia 20 de agosto de 2015, foi instaurada a greve geral dos estudantes da UFC. Esse movimento foi uma ação conjunta de vários representantes dos campi da universidade tanto da capital como do interior, ocorrendo na época a assembleia geral que daria início a greve. Os estudantes reivindicavam pelas mais diversas melhorias para a estruturação dos campi. As pautas do campus de Sobral foram levadas por representantes do curso de psicologia e um do curso de odontologia. Tais pautas foram levantadas em uma reunião realizada no dia 18 de agosto de 2015 com mais de 50 estudantes dos cursos de Psicologia, Engenharia Elétrica, Engenharia de Computação, Medicina, Música e Odontologia. Após reuniões com a diretoria do campus, das várias pautas em questão, o ônibus intercampi foi a conquista adquirida por meio daquele movimento, que passou a atender os estudantes da universidade em sobral no ano de 2016 fazendo um trajeto da Faculdade de Medicina, localizada no bairro Derby, ao Refeitório Universitário no campus Mucambinho. Vale ressaltar que além dos obstáculos enfrentados, o estudo de viabilidade do projeto intercampi foi realizado pelos próprios alunos que estavam a frente do movimento, sendo assim entregue a diretoria, de modo que fosse possível a concessão do intercampi.

Devido ao cenário político nacional nos anos de 2016 e 2017, várias instituições federais de ensino superior se posicionaram contra a PEC 55/241, popularmente conhecida como PEC do teto, assim passaram a realizar manifestações e greves estudantis. O curso de psicologia da UFC campus Sobral aderiu ao movimento em novembro de 2016 e deflagrou a greve estudantil que durou até janeiro de 2017.  Ao longo do mesmo ano, vários manifestos foram realizados por alunos e professores do curso, com o intuito de se opor à reforma trabalhista.

 

EGRESSOS

 

Durante os doze anos de funcionamento, o curso de Psicologia/UFC-Sobral formou cerca de duzentos e cinquenta psicólogos(as), sendo 31 estudantes a média de formação anual. Essas informações permitem que haja uma visualização do lugar que tais estudantes ocupam atualmente: se estão exercendo a profissão, se optaram por realizar alguma especialização e em qual local estão atuando. Dessa forma, o intuito da obtenção de tais informações é identificar o perfil dos(as) psicólogos(as) formados(as) pela instituição e suas respectivas alocações, a fim de que seja possível identificar as decisões profissionais tomadas por eles. É muito provável que essa evidenciação de dados possa se configurar como um auxílio no a momento da escolha de alunos que estão próximos da colação de grau e ainda não decidiram qual caminho profissional percorrer, por exemplo.

Nesse contexto, duas pesquisas foram realizadas com o objetivo de obter as informações supracitadas. Uma, realizada pela estudante Mylena Silva Ximenes, como estudo para o seu Trabalho de Conclusão de Curso, e outra executada pela coordenação do curso de Psicologia, a partir de uma proposta dentro das atividades do programa Bolsa de Iniciação Acadêmica. A primeira pesquisa coletou dados referentes aos egressos formados no período de 2011 a 2014, e concentrou o delineamento das perguntas em torno da localização, área, tempo e pós-graduação dos pesquisados. As estatísticas evidenciadas demonstraram que grande parte dos profissionais formados entre os referidos anos atuam na Secretaria de Saúde e Ação social de Sobral e também que a maioria exerce a profissão na região Norte do Ceará. Demonstram, ainda, uma notável presença de egressos cursando alguma modalidade de pós-graduação.

Já na pesquisa realizada pela coordenação, somente 38% dos egressos responderam ao formulário online enviado para os respectivos emails cadastrados no SIGAA. Das respostas obtidas, cerca de 78,9% atuam como psicólogos. Tomando como base o percentual de respostas, 51,6% dos formados cursam ou já concluíram alguma pós-graduação. E, dentro desse percentual, no que tange às modalidades de pós-graduação, cerca de 53,6% correspondem a mestrado ou doutorado (stricto sensu) e 46,94% correspondem a modalidade lato sensu.

Acessar Ir para o topo